Após condenação, ex-jogador Daniel Alves pode receber liberdade condicional em caso de estupro

O ex-jogador da seleção brasileira Daniel Alves, atualmente preso em Barcelona por estupro, pode ser beneficiado com a liberdade condicional em maio do próximo ano, após cumprir mais de um ano da pena de quatro anos e meio. De acordo com a legislação espanhola, ele poderá solicitar o terceiro grau penitenciário ao Juiz de Vigilância Penitenciária após dois anos e quatro meses de prisão.

”Leia-mais”

Se a solicitação for aceita, Alves poderá voltar para casa, mas terá que dormir na prisão ou retornar à residência somente aos finais de semana. Outra possibilidade para reduzir a pena é o bom comportamento ou a redução de um dia preso por cada dois dias trabalhados. Caso não consiga essas medidas, ele poderá ser libertado em janeiro de 2026, após cumprir dois terços da sentença.

A condenação de Alves, por agressão sexual cometida em uma boate em 2022, foi anunciada pelo tribunal de Barcelona. Além dos quatro anos e seis meses de prisão, ele terá liberdade supervisionada por cinco anos após o cumprimento da pena, além de ficar afastado da vítima por nove anos e pagar uma indenização de 150 mil euros.

A decisão foi divulgada duas semanas após o término do julgamento, e a defesa de Alves, representada pela advogada Inés Guardiola, anunciou que irá recorrer da sentença.

”Leia-menos”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AO VIVO