João Estevão

Faculdade de Petrolina coleta óleo de cozinha usado

Atração de pragas, entupimentos de redes de esgotos, malefícios ao solo e aos rios são alguns dos danos causados pelo descarte incorreto do óleo de cozinha. De olho nisso, a Faculdade UNINASSAU Petrolina iniciou uma campanha de coleta desse material, na qual a população poderá fazer o descarte na própria Instituição de Ensino Superior, de segunda a sexta-feira, das 08 às 18h. A ação seguirá até o final do mês de junho.

De acordo com o engenheiro ambiental e coordenador dos cursos de Engenharia da UNINASSAU, Nielton Araújo, todo óleo coletado será utilizado em minicursos práticos de como fazer sabão ecológico. “O intuito da nossa ação é incentivar a comunidade a trazer aquele resto de óleo de cozinha que muitas vezes é descartado de forma incorreta no ralo da pia, para que a gente possa reaproveitar e transformar em sabão ​para ser usado em casa ou até transformar a prática em uma fonte de renda”, explica.

A coleta é bem simples. “A pessoa pode pegar uma garrafa de plástico e ir colocando todo o resto de óleo que foi utilizado. Depois que tiver uma boa quantidade é só trazer até a UNINASSSAU.  Podem ter certeza de que esse material vai ser bem destinado, pois vamos desenvolver projetos de geração de renda para as pessoas que precisam e, ao mesmo tempo, atuar em prol do meio ambiente”, destaca o professor.

A Faculdade UNINASSAU Petrolina está localizada na Avenida Cardoso de Sá, nº 850, bairro Vila Eduardo. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (87) 3866-5800.

Fonte: ASCOM

Prefeitura de Juazeiro vacina crianças de 11 anos contra Covid-19 nesta quinta-feira

A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Saúde (Sesau), vai ampliar a vacinação de crianças nesta quinta-feira (20). Serão vacinadas crianças de 11 anos que não fazem parte do grupo prioritário. Também haverá vacinação para crianças de 5 a 11 anos que integram o grupo prioritário, além de aplicação de primeira dose, segunda dose e dose de reforço para a população com 12 anos ou mais.

Crianças

Nesta quinta-feira serão vacinadas crianças de 11 anos que não integram o grupo prioritário. Mães, pais ou responsáveis de crianças de 5 a 11 anos que fazem parte do grupo prioritário também devem buscar um dos pontos. Serão distribuídas 100 doses em cada unidade para crianças de 11 anos que estejam fora do grupo prioritário.

 – Na UBS Alagadiço haverá vacinação para crianças de 11 anos, das 8h às 11h30.

 – Nas UBSs Alto da Maravilha e Dom Thomaz a vacinação para crianças de 11 anos será das 8h às 11h30 e das 13h30 às 16h.

 Fazem parte do grupo prioritário crianças com deficiência permanente, comorbidade (comprovação mediante relatório médico ou cadastro/avaliação do serviço de saúde), indígenas, quilombolas, institucionalizadas e em situação de rua.

 A criança precisa possuir CPF ou Cartão SUS e comprovante de residência. Além disso, é preciso levar documento oficial da criança e o cartão de vacina. Para a vacinação, a criança precisa estar acompanhada do pai ou mãe, não sendo obrigado, neste caso, levar o termo de autorização impresso e assinado. Porém, caso a criança esteja na companhia de outro responsável, o pai ou mãe deve emitir por escrito uma autorização assinada.

 Pessoas com 12 anos ou mais

– Ao lado do Paço Municipal e no Juá Garden Shopping haverá primeira dose para pessoas a partir de 12 anos, segunda dose (não terá Janssen) e dose de reforço. O horário é das 09h às 14h.

– Na Uneb vai ter primeira dose para pessoas a partir de 12 anos, segunda dose (Pfizer, Janssen e CoronaVac) e dose de reforço, das 09h às 14h.

 Para tomar a vacina é preciso levar RG, CPF, Cartão SUS e comprovante de residência. Quem for tomar segunda dose ou dose de reforço deve levar também o cartão de vacina. Os profissionais de saúde devem levar o comprovante de vínculo empregatício atualizado. Os imunossuprimidos precisam levar original e cópia do laudo médico (a cópia ficará retida). Os adolescentes precisam estar acompanhados de pais ou responsáveis.

A dose de reforço é destinada a pessoas, residentes em Juazeiro, com 18 anos ou mais e que tenham intervalo de 4 meses em relação à última dose; profissionais de saúde ativos e lotados em Juazeiro e que tenham intervalo de 4 meses em relação à última dose; e imunossuprimidos que estejam com intervalo de 28 dias em relação à última dose.

São considerados imunossuprimidos as pessoas com doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona equivalente a 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticóide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas e pacientes renais crônicos.

Fonte: Secretária de Comunicação PMJ

Após carta controversa de acusado, Lucinha afirma não ter dúvidas sobre quem matou Beatriz

Na noite da última terça-feira (18), todo o Brasil foi pego de surpresa após a divulgação de uma carta escrita por Marcelo da Silva, acusado de matar Beatriz Angélica Mota, a facadas, no ano de 2015 em Petrolina. No texto, Marcelo afirma ter sofrido pressão para assumir a autoria do crime, e diz sentir medo de morrer. (Leia a carta na íntegra abaixo)

Nas redes sociais não se fala de outra coisa, e as dúvidas parecem tomar de conta do imaginário popular. Quem não duvida mais da autoria do crime, no entanto, é Lucinha Mota, mãe de Beatriz, que em entrevista após a divulgação da carta afirmou continuar acreditando que Marcelo da Silva seja o assassino de sua filha.

Segundo Lucinha, várias pessoas estariam interessadas em ganhar holofotes com o caso Beatriz, e que é preciso cautela com cada nova informação.

Nesta quarta-feira (19), o deputado estadual Romero Albuquerque (PP), afirmou que pedirá a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito na Assembleia Legislativa de Pernambuco para investigar o caso. Esta última reviravolta aumenta ainda mais a pressão para que ocorra a federalização do caso, desejada pela família de Beatriz.

Contribuintes de Petrolina têm até 31 de janeiro para renovar Alvará de Funcionamento

Os proprietários de empresas e prestadores de serviços de Petrolina precisam ficar atentos para a renovação dos alvarás de funcionamento. A renovação deve ser feita até 31 de janeiro pelos estabelecimentos industriais, comerciais, agrícolas ou prestadores de serviço da cidade.

O valor da taxa de renovação da licença deve ser pago em parcela única ou dividido em duas vezes: a primeira parcela em 31 de janeiro e a segunda em 30 de junho. Os valores do tributo variam de acordo com o tamanho do estabelecimento e com a atividade desempenhada por cada em empresa.

Já o prazo para o pagamento do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), para profissionais liberais prestadores de serviço, também é 31 de janeiro para pagamento da parcela única, podendo ser parcelado em até cinco parcelas, com a primeira vencendo em 31 de janeiro e as demais a cada 30 dias.

Os contribuintes que ainda não receberam o DAM (Documento de Arrecadação Municipal) das Taxas e do ISS devem procurar o Setor de Tributos no térreo da Prefeitura de Petrolina de segunda a sexta-feira, entre 8h e 12h. O DAM das Taxas e do ISS também pode ser impresso na Pagina de Serviços Tributários disponível no site da Prefeitura no link https://petrolina.pe.gov.br/portal-do-contribuinte. A Secretaria da Fazenda também disponibiliza atendimento no WhatsApp (87) 99190-7667 com prazo de resposta até 24 horas.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Prefeitura Municipal de Petrolina

COVID-19: Crianças acompanhadas pela APAE recebem primeira dose da vacina

Nesta quarta-feira (19), as crianças que são atendidas pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) tiveram uma manhã diferenciada. É que a Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Saúde, levou a vacina contra a COVID-19 para imunizar todas as crianças de 5 a 11 anos que possuem comorbidades.

As equipes levaram doces e muitos brinquedos para deixar o momento mais lúdico e agradável para todas as crianças presentes. Acompanhadas pelos pais, cerca de 10 crianças receberam a primeira dose do imunizante da Pfizer, a segunda dose deve ser realizada com o intervalo de 8 semanas.

Para a avó de Artur, Josefa Maria dos Santos, esse momento é muito importante para a saúde do neto. “Estou muito feliz de ver ele tomando a primeira dose da vacina. É muito importante para a saúde dele, me deixa mais despreocupada. Quero agradecer primeiramente a Deus, e depois a toda equipe de enfermeiros e a APAE, que proporcionou esse momento em um lugar que ele já está habituado, que é bem recebido. Ele ficou muito mais tranquilo para receber a vacina”, destaca Josefa.

A imunização contra a COVID-19 para as crianças segue nas Unidades Básicas de Saúde e estão sendo aplicadas no mesmo turno das vacinas da rotina. As crianças de 5 a 11 anos que possuem comorbidades podem procurar a UBS mais próxima da residência acompanhadas dos pais ou responsáveis, é necessário levar RG ou certidão de nascimento, CPF ou cartão do SUS e um laudo médico que comprove a comorbidade.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Prefeitura Municipal de Petrolina

Após apresentar irregularidades, laboratório é interditado pela Vigilância Sanitária de Petrolina

Nos primeiros 18 dias do ano, a Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS) intensificou as fiscalizações nos estabelecimentos com prestações de serviços em Petrolina. A partir dessas fiscalizações, três locais já foram interditados por ausência de responsáveis técnicos e/ou licença sanitária. A última interdição ocorreu nesta terça-feira (18), no bairro Antônio Cassimiro, onde um laboratório foi notificado e fechado até que regularize o espaço para funcionamento.

No laboratório foi constatado a ausência de responsável técnico que responda pela prestação de serviços realizados, além de não apresentar licença sanitária para funcionamento. A Vigilância Sanitária tem fiscalizado vários estabelecimentos da cidade, aqueles que apresentam irregularidades são notificados e interditados até que apresentem a regularização de todos os itens solicitados pelos fiscais durante a operação.

De acordo com o diretor-presidente da AMVS, Marcelo Gama, as ações voltadas às prestadoras de saúde estão sendo intensas. “Reforçamos que é de fundamental importância para o funcionamento dos estabelecimentos a licença sanitária. Este documento do órgão responsável assegura a credibilidade e indica que o espaço cumpre as diretrizes sanitárias de segurança à saúde. Estamos fiscalizando os locais, os irregulares estão sendo interditados até que se adequem às normas”, explicou.

Em Petrolina, os comerciantes podem dar entrada em licenças sanitárias de maneira online através do WhatsApp (87) 991907667. Essa ferramenta está disponível desde 2018 no município, e é mais uma facilidade para os empreendedores terem a documentação de funcionamento em dia, sem necessidade de se deslocar até o órgão.

Assessoria de Comunicação – Prefeitura Municipal de Petrolina

Em Brasília, servidores públicos protestam em frente ao BC

Funcionários públicos federais protestaram, na manhã desta terça-feira (18), contra a falta de reajuste salarial em frente ao Banco Central, em Brasília (DF). A manifestação contou com aproximadamente 250 pessoas. Outras 500 teriam acompanhado os protestos de forma remota, a partir de uma plataforma virtual, segundo organizadores.

Fábio Faiad, que preside o Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central, afirmou que as manifestações visam atrair a valorização da categoria por parte do governo, e que o reajuste desejado é de 26,3%, números que incluem a estimativa da inflação para o ano de 2022, além dos 3 primeiros anos do governo Bolsonaro, nos quais não houve reajustes para a categoria.

Petrolina e Juazeiro não registram óbitos por Covid-19 na última segunda-feira

O boletim epidemiológico desta segunda-feira (17) não registra nenhum óbito em Petrolina e Juazeiro, duas maiores cidades do Vale do São Francisco, apesar do avanço dos contágios, que está intimamente relacionado à disseminação da variante Ômicron em todo o mundo.

Em Juazeiro, no entanto, todos os leitos de UTI para pacientes com Covid-19 estão ocupados, situação que acende um sinal de alerta em toda a região, já que um aumento acentuado de infecções nas próximas semanas poderia levar os sistemas de saúde das cidades vizinhas a colapsar.

Desde o início da pandemia, Petrolina e Juazeiro já somam 1.041 óbitos pela doença.

Em Petrolina, SAMU registra mais de 8.000 trotes somente em 2021

Em breve relatório repassado a imprensa na manhã desta terça-feira (18), a Prefeitura de Petrolina informou que durante todo o ano de 2021 foram registrados 8.052 mil trotes ao SAMU da cidade. Anualmente, é emitido um alerta que visa conscientizar a população sobre os riscos desta “brincadeira”, e os números do ano passado são extremamente inquietantes.

Chamadas com esta finalidade atrapalham o andamento das operações no SAMU, e muitas vezes podem desencadear consequências trágicas, já que o atendimento à população que de fato precisa do serviço pode ser comprometido. Há casos registrados em todo o Brasil de pessoas que morreram por falta de atendimento médico devido a atrasos ocasionados por estas ligações.

Somente nos 10 primeiros dias de 2022, mais de 250 trotes já foram registrados pelo sistema no município. Vale ressaltar que passar trote é crime e pode gerar de um a seis meses de detenção, conforme previsto no artigo 266 do Código Penal Brasileiro.

Devido à elevação do Rio São Francisco, Prefeitura de Juazeiro retira parques infantis da Orla II

Por conta da elevação do nível do Rio São Francisco após aumento da vazão na barragem de Sobradinho, a Prefeitura de Juazeiro fez a retirada dos parquinhos até então presentes na Orla II. O objetivo da ação é o de evitar avariação ou perda destes equipamentos públicos voltados ao lazer infantil.

O secretário de serviços públicos, Charles Leal, afimou que a prefeitura está sempre atenta às circunstâncias, e que com esta retirada busca minimizar os transtornos causados por intercorrências naturais. Leal destacou também que os equipamentos devem voltar ao seu lugar de origem assim que as condições climáticas indiquem maior segurança.

Com informações da Assessoria de Comunicação – Prefeitura de Juazeiro

AO VIVO