Caso Beatriz: Polícia fará reprodução simulada com suspeito e pais da criança

Com o intuito de elucidar todas as dúvidas que ainda existem no inquérito do assassinato da menina Beatriz, que ocorreu no ano de 2015, e que até hoje apresenta constantes reviravoltas, a Polícia Civil de Pernambuco deve realizar nos próximos dias uma reprodução simulada do crime. Esta simulação deve contar com a presença do suspeito Marcelo da Silva, de 40 anos, como também dos pais da criança, Lucinha Mota e Sandro Mota. A data exata desta ação é mantida sob sigilo por medidas de segurança, e pode até vir a ser adiada diante de um novo fato apresentado pela defesa do suspeito na última terça-feira (18): uma carta em que Marcelo da Silva alega ser inocente e haver sofrido pressão para assumir a autoria do crime. Para os pais de Beatriz, no entanto, não há dúvidas de que Marcelo é o assassino. Esta carta não passaria de uma artimanha do novo advogado de defesa para ganhar visibilidade em cima de toda a repercussão e comoção gerada pelo brutal assassinato. A polícia chegou até Marcelo da Silva somente na semana passada, 6 anos após o crime. A identificação foi realizada após conferência do material de DNA encontrado na faca com o do suspeito, que estava no banco de dados nacional. Marcelo cumpre pena por outros crimes e, em depoimento gravado, confessou ser o autor da morte de Beatriz. O Ministério Público solicitou mais diligências antes de efetivar uma denúncia à Justiça.

Moro admite possibilidade de trocar o Podemos pelo União Brasil

O ex-juiz Sergio Moro confirmou nesta semana, em conversas com aliados, que existem negociações para ele trocar o Podemos pelo União Brasil, o partido que surgirá da fusão entre o DEM e o PSL.

Moro acertou a filiação ao Podemos em novembro para disputar a Presidência. Pessoas que conversaram com o ex-juiz sobre o assunto dizem que ele ponderou que as tratativas com o União Brasil estão em curso e que nenhuma decisão foi tomada.

A razão para Moro trocar de partido seria financeira. Interlocutores no União Brasil afirmaram que o ex-juiz ficou assustado com o orçamento para fretar voos na campanha.

O Podemos precisa aumentar a bancada de deputados federais nesta eleição e teria limitações para financiar a campanha do ex-juiz. Já o União Brasil terá acesso a quase R$ 1 bilhão com a fusão dos fundos partidário e eleitoral. O orçamento será o maior do país.

A filiação de Moro ao União Brasil dependeria de um sinal positivo de ACM Neto, que preside o DEM e assumirá a secretaria-geral do partido. A ala do PSL é amplamente favorável à chegada de Moro.

A presidente do Podemos, Renata Abreu, tem recebido diversos telefonemas para falar sobre o assunto nos últimos dias. Segundo aliados, ela afirma que a estrutura do União Brasil ainda é uma incógnita e que considera difícil a saída de Moro, mas que não descartaria nenhuma possibilidade para o ex-juiz vencer a eleição.

Fonte: Metrópoles

Não-vacinados correm um risco de morrer quase 50 vezes maior do que quem tomou a dose de reforço

Na Suíça, as estatísticas do governo mostraram que pessoas não vacinadas correm um risco de morrer quase 50 vezes maior do que as vacinadas com dose de reforço.

Há um ano, o Ministério da Saúde da Suíça reúne dados sobre o status de vacinação da população e, ao relatar mortes por Covid, os médicos também precisam passar essas informações para as autoridades. O resultado é um gráfico que deixa evidente a eficácia das vacinas – e especialmente da dose de reforço – para salvar vidas.

O gráfico mostra as mortes por Covid desde o dia 27 de janeiro de 2021, de acordo com o status de vacinação. A linha vermelha, no alto, indica o número de pessoas não-vacinadas que morreram. Bem abaixo, em azul, estão os vacinados sem reforço. E, em amarelo, o número ainda menor de vacinados com reforço que perderam a vida.

Edouard Mathieu, chefe de dados da plataforma Our World in Data, ligada à Universidade de Oxford, explicou que o risco de morrer por Covid na Suíça é nove vezes menor para pessoas vacinadas e 48 vezes menor para quem tomou uma dose de reforço em comparação com quem não tomou nada.

Suíça vacinou 68% da população com duas doses; 35% com o reforço. E o governo quer aumentar logo esses números, porque os casos não param de subir. Nesta quarta-feira (19), o país registrou o maior número de casos em 24 horas desde o início da pandemia: mais de 38 mil em um país com menos de 9 milhões de habitantes.

O ministro da Saúde, Alain Berset, avisou: “Precisamos seguir muito modestos e prudentes”.

O governo estendeu até o fim de março algumas medidas de restrição e, até o fim de fevereiro, a obrigação para trabalhar de casa.

ministro da Saúde da Suíça alertou: “Para sair da pandemia, não há atalho. A vacinação é fundamental, inclusive com a dose de reforço, para proteger contra quadros graves da doença”. Ele também pediu paciência e cautela.

Fonte: Jornal Nacional

Planejamento estratégico é tema de minicurso gratuito em Petrolina

A Faculdade UNINASSSAU Petrolina promove, no dia 25 de janeiro, um minicurso com o tema “Planejamento: quanto tempo para ser estratégico?”. A atividade, que faz parte do projeto Capacita, é voltada para estudantes da área de Gestão, empresários, empreendedores e pessoas interessadas no tema. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas por meio do link (https://extensao.uninassau.edu.br/Login.aspx?AtividadeId=51675&EventoId=39793)

De acordo com o professor dos cursos de Gestão da UNINASSAU, Platini Gomes, a proposta é dialogar sobre as modificações que ocorreram no formato de pensar o planejamento estratégico nas organizações. “Na literatura da administração, a ideia de planejamento estratégico é tratada como algo de 10, 20 anos. No evento, pretendemos debater que, mesmo antes da pandemia, já se questionava de forma bem incipiente sobre esse prazo ser reconsiderado, já que as mudanças estavam acontecendo de forma mais constante. O processo da pandemia acelerou essa discussão e hoje se tornou praticamente inviável se planejar para 15, 20 anos. Então, há uma discussão sobre qual é, de fato, o prazo ideal para o que consideramos sobre planejamento estratégico. Essa é a ideia central do curso”, explica o professor.

O minicurso será realizado de forma presencial, na sede da Instituição de Ensino Superior, localizada na Avenida Cardoso de Sá, bairro Vila Eduardo. Para quem for participar, a organização pede que possa levar 1kg de alimento não perecível no qual será arrecadado para doações. As inscrições acontecem até o preenchimento das vagas.

Sobre o Capacita 

O Capacita é um dos maiores projetos de qualificação gratuita da região do Vale do São Francisco. Todo início de semestre, o programa oferta cursos em diversas áreas como Gestão, Engenharia, Psicologia, Direito, Saúde e Ciências Contábeis. Nesta edição, que acontece desde o dia 10, a UNINASSAU Petrolina disponibilizou mais de 2 mil vagas distribuídas entre 35 cursos.

Juazeiro completa um ano de vacinação contra Covid-19 e renova a esperança de tempos melhores

A data de 19 de janeiro tem um significado especial para os moradores de Juazeiro. Há um ano, a Prefeitura, através da Secretaria de Saúde (Sesau), estava realizando a vacinação da primeira pessoa contra a Covid-19, um novo tempo de esperança em meio a uma pandemia que tem abalado o mundo. Nesses 365 dias, Juazeiro já aplicou mais de 341 mil doses da vacina.

Os dados do vacinômetro desta quarta-feira indicam que 97% da população com 12 anos ou mais já tomaram a primeira dose da vacina, 82% já receberam a segunda dose e 16% já tomaram a dose de reforço. Juazeiro já iniciou a vacinação de crianças que integram o grupo prioritário e nesta quinta-feira (20) vai começar a vacinar crianças de 11 anos que não fazem parte das prioridades.

“O dia 19 de janeiro é uma data muito importante para nós, pois marca o início do enfrentamento a esse vírus e toda essa pandemia. Temos notado o quanto a vacinação contra a Covid-19 fez a diferença neste primeiro ano. Isso a gente percebe na redução dos casos graves hospitalizados nas UTIs Covid-19. Em outras palavras, a vacina trouxe esperança e consolidou um trabalho feito a muitas mãos para enfrentarmos juntos esse desafio”, destacou o secretário de Saúde, Fernando Costa.

Em Juazeiro, a primeira pessoa a ser vacinada foi uma mulher que trabalha na linha de frente do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) como técnica de enfermagem. Luzinete Isaura dos Santos, de 48 anos, recebeu a vacina, aplicada pelo secretário Fernando Costa.

Em um ano de vacinação contra a Covid-19 em Petrolina, mais de 533 mil doses já foram aplicada

No dia 19 de janeiro de 2021 Petrolina aplicava a primeira dose do imuno contra a COVID-19. Ao longo desse um ano de vacinação, mais de 270 mil pessoas já receberam a primeira dose da vacina, deste total, mais de 93% estão com o esquema vacinal completo, ou seja, receberam as duas doses. Para que essa marca fosse alcançada, inúmeras estratégias tiveram que ser montadas pela Secretaria de Saúde para atender as demandas e vacinar o mais breve possível os públicos preconizados.

Dentro das medidas adotadas, foram seguidos os critérios de prioridade de vacinação, iniciado com profissionais de saúde, idosos em abrigos, passando pela população em geral seguindo a faixa etária, chegando até o público de 12 anos. Esta semana, desde a última segunda-feira (17), um novo grupo foi inserido na vacinação, agora crianças de 5 a 11 anos também já podem ser imunizadas.

Durante os 365 dias de imunização, a Secretaria de Saúde não mediu esforços para proporcionar a vacinação a todos os petrolinenses. Visando atingir o maior número de pessoas, foram implantados diversos pontos fixos e de drive-thru. No mês de setembro, o município realizou a Virada Vacinal, que contou com 24 horas ininterruptas de imunização. Mais recentemente, houve a implantação do carro da vacina, que segue levando até as comunidades mais distantes a vacina que protege contra o novo coronavírus. Além disso, as Unidades Básicas de Saúde também estão aptas a aplicar as doses, a população tem acesso perto de casa. Essas e outras medidas fizeram Petrolina ultrapassar a marca de 533 mil doses aplicadas.

Para atender a este número expressivo, a Secretaria de Saúde contou com mais de 300 profissionais envolvidos direta e indiretamente na vacinação, eles estavam espalhados em 12 pontos fixos e de drive-thru. Com o início da imunização nas UBS’s, Petrolina passou a contar com 56 pontos com vacinas, isso entre zona urbana e rural.

Para a Secretária de Saúde, Magnilde Albuquerque, essas são conquistas que devem ser comemoradas, já que  Petrolina tem avançado e imunizado sua população. “Foram inúmeras ações que montamos ao longo destes 365 dias de vacinação, o único objetivo sempre foi proteger todos. Agora chegou a vez das crianças de 5 a 11 anos, e estamos iniciando com crianças com comorbidades. Assim que chegarem novas doses vamos ampliar e começar a vacinar as crianças no geral nessa faixa etária, para que seja reduzida a taxa de transmissão do novo coronavírus. É um esforço contínuo, até que todo petrolinense, apto a vacina, esteja imunizado.”

Decisão sobre autotestes de Covid é adiada pela Anvisa

Após pedido do Ministério da Saúde, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu nesta quarta-feira (19) adiar a decisão sobre a liberação dos autotestes de Covid, que já são amplamente utilizados em alguns países como medida para detecção do vírus. Com o autoteste, é possível realizar o exame em casa, sem acompanhamento profissional.

Dos 5 votos, apenas um foi pela liberação dos autotestes. Os divergentes alegaram que faltam mais informações sobre as políticas públicas relacionadas ao exame, como por exemplo o método que se utilizará para obter as notificações de testes positivos, já que as farmácias e postos de saúde são obrigados a notificar o governo nestas circunstâncias.

A expectativa agora é de que o Ministério da Saúde protocole um novo pedido à Anvisa, anexando mais dados sobre como planeja manejar, na prática, a utilização dos autotestes no país.

Faculdade de Petrolina coleta óleo de cozinha usado

Atração de pragas, entupimentos de redes de esgotos, malefícios ao solo e aos rios são alguns dos danos causados pelo descarte incorreto do óleo de cozinha. De olho nisso, a Faculdade UNINASSAU Petrolina iniciou uma campanha de coleta desse material, na qual a população poderá fazer o descarte na própria Instituição de Ensino Superior, de segunda a sexta-feira, das 08 às 18h. A ação seguirá até o final do mês de junho.

De acordo com o engenheiro ambiental e coordenador dos cursos de Engenharia da UNINASSAU, Nielton Araújo, todo óleo coletado será utilizado em minicursos práticos de como fazer sabão ecológico. “O intuito da nossa ação é incentivar a comunidade a trazer aquele resto de óleo de cozinha que muitas vezes é descartado de forma incorreta no ralo da pia, para que a gente possa reaproveitar e transformar em sabão ​para ser usado em casa ou até transformar a prática em uma fonte de renda”, explica.

A coleta é bem simples. “A pessoa pode pegar uma garrafa de plástico e ir colocando todo o resto de óleo que foi utilizado. Depois que tiver uma boa quantidade é só trazer até a UNINASSSAU.  Podem ter certeza de que esse material vai ser bem destinado, pois vamos desenvolver projetos de geração de renda para as pessoas que precisam e, ao mesmo tempo, atuar em prol do meio ambiente”, destaca o professor.

A Faculdade UNINASSAU Petrolina está localizada na Avenida Cardoso de Sá, nº 850, bairro Vila Eduardo. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (87) 3866-5800.

Fonte: ASCOM

Prefeitura de Juazeiro vacina crianças de 11 anos contra Covid-19 nesta quinta-feira

A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Saúde (Sesau), vai ampliar a vacinação de crianças nesta quinta-feira (20). Serão vacinadas crianças de 11 anos que não fazem parte do grupo prioritário. Também haverá vacinação para crianças de 5 a 11 anos que integram o grupo prioritário, além de aplicação de primeira dose, segunda dose e dose de reforço para a população com 12 anos ou mais.

Crianças

Nesta quinta-feira serão vacinadas crianças de 11 anos que não integram o grupo prioritário. Mães, pais ou responsáveis de crianças de 5 a 11 anos que fazem parte do grupo prioritário também devem buscar um dos pontos. Serão distribuídas 100 doses em cada unidade para crianças de 11 anos que estejam fora do grupo prioritário.

 – Na UBS Alagadiço haverá vacinação para crianças de 11 anos, das 8h às 11h30.

 – Nas UBSs Alto da Maravilha e Dom Thomaz a vacinação para crianças de 11 anos será das 8h às 11h30 e das 13h30 às 16h.

 Fazem parte do grupo prioritário crianças com deficiência permanente, comorbidade (comprovação mediante relatório médico ou cadastro/avaliação do serviço de saúde), indígenas, quilombolas, institucionalizadas e em situação de rua.

 A criança precisa possuir CPF ou Cartão SUS e comprovante de residência. Além disso, é preciso levar documento oficial da criança e o cartão de vacina. Para a vacinação, a criança precisa estar acompanhada do pai ou mãe, não sendo obrigado, neste caso, levar o termo de autorização impresso e assinado. Porém, caso a criança esteja na companhia de outro responsável, o pai ou mãe deve emitir por escrito uma autorização assinada.

 Pessoas com 12 anos ou mais

– Ao lado do Paço Municipal e no Juá Garden Shopping haverá primeira dose para pessoas a partir de 12 anos, segunda dose (não terá Janssen) e dose de reforço. O horário é das 09h às 14h.

– Na Uneb vai ter primeira dose para pessoas a partir de 12 anos, segunda dose (Pfizer, Janssen e CoronaVac) e dose de reforço, das 09h às 14h.

 Para tomar a vacina é preciso levar RG, CPF, Cartão SUS e comprovante de residência. Quem for tomar segunda dose ou dose de reforço deve levar também o cartão de vacina. Os profissionais de saúde devem levar o comprovante de vínculo empregatício atualizado. Os imunossuprimidos precisam levar original e cópia do laudo médico (a cópia ficará retida). Os adolescentes precisam estar acompanhados de pais ou responsáveis.

A dose de reforço é destinada a pessoas, residentes em Juazeiro, com 18 anos ou mais e que tenham intervalo de 4 meses em relação à última dose; profissionais de saúde ativos e lotados em Juazeiro e que tenham intervalo de 4 meses em relação à última dose; e imunossuprimidos que estejam com intervalo de 28 dias em relação à última dose.

São considerados imunossuprimidos as pessoas com doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona equivalente a 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticóide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas e pacientes renais crônicos.

Fonte: Secretária de Comunicação PMJ

Após carta controversa de acusado, Lucinha afirma não ter dúvidas sobre quem matou Beatriz

Na noite da última terça-feira (18), todo o Brasil foi pego de surpresa após a divulgação de uma carta escrita por Marcelo da Silva, acusado de matar Beatriz Angélica Mota, a facadas, no ano de 2015 em Petrolina. No texto, Marcelo afirma ter sofrido pressão para assumir a autoria do crime, e diz sentir medo de morrer. (Leia a carta na íntegra abaixo)

Nas redes sociais não se fala de outra coisa, e as dúvidas parecem tomar de conta do imaginário popular. Quem não duvida mais da autoria do crime, no entanto, é Lucinha Mota, mãe de Beatriz, que em entrevista após a divulgação da carta afirmou continuar acreditando que Marcelo da Silva seja o assassino de sua filha.

Segundo Lucinha, várias pessoas estariam interessadas em ganhar holofotes com o caso Beatriz, e que é preciso cautela com cada nova informação.

Nesta quarta-feira (19), o deputado estadual Romero Albuquerque (PP), afirmou que pedirá a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito na Assembleia Legislativa de Pernambuco para investigar o caso. Esta última reviravolta aumenta ainda mais a pressão para que ocorra a federalização do caso, desejada pela família de Beatriz.

AO VIVO