Sindsemp vistoria escolas para avaliar condições de trabalho de servidores

Com a proposta de fortalecer e ampliar o atendimento aos servidores, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Petrolina (Sindsemp) segue realizando visitas em escolas de todo o município, com a intenção de avaliar a estrutura e as condições de trabalho dos servidores. Para o Secretário Geral do Sindicato, Carlos Odair da Luz, o trabalho é um princípio e uma promessa a ser cumprida pelos atuais membros do Sindicato que vem dando certo.

“A gente entende que o diretor sindical não pode se restringir à sede do Sindicato e sim ir até o servidor nos lugares de trabalho para ouvir ele e sentir suas dores, porque como a gente vai atuar em favor do servidor se a gente não sabe como é que esse servidor está em seu cotidiano? Então a ideia é visitar as escolas, as Cmeis e todos os locais, independente de sermos requisitados ou não”, destaca.

Os encontros são realizados em diversas unidades de Petrolina durante toda a semana. Carlos também pontua que mesmo com o recesso da Secretaria Municipal de Educação, várias unidades foram visitadas na região dos bairros Henrique Leite, Jatobá e Vila Eduardo, entre o final de dezembro e início de janeiro de 2023.

 “Vou reiterar o que já vinha falando, o Sindsemp não está de férias. Nós seguimos trabalhando durante todo o recesso da educação normalmente. Estamos conhecendo as unidades e conhecendo aqueles servidores que a gente ainda não conhece. A ideia é que o servidor se sinta protegido com a presença do sindicato, que ele diga como está o seu local de trabalho, o que está pendente, o que precisa ser aperfeiçoado e como está o relacionamento entre gestão e servidor”, afirma.

A intenção de aproximar os servidores do Sindicato também é reforçada pela vice-presidente do Sindsemp, Maria Inês Santos, que destaca que as visitas são importantes para mostrar que os servidores podem contar com a instituição.

“A proposta é de estreitar os laços com o servidor, para que ele sinta que não está só e que o Sindicato é de verdade, que está aqui”, pontua Inês.

Como resultado das visitas, o Sindsemp também pode compreender as demandas dos servidores, atuar para esclarecer dúvidas e solucionar diversas questões, como explica Carlos.

“A gente tem visto alguns grupos com muita ansiedade no que tange a situação de rateio, do plano de cargos e carreiras e a ampliação de carga horária para professores mais novos. Mas eu queria dizer que a gente, em nenhum momento, deixou de atuar nesses aspectos. Então, se a gente não divulga é porque não temos nada oficial. E nós da atual gestão não trabalhamos com boatos, nós trabalhamos com documentos e com certezas.

O secretário geral do Sindsemp finaliza informando que o Sindicato já possui reunião agendada com a Secretaria Municipal de Educação para negociar e tentar solucionar todas as demandas da categoria.

“Nós temos uma reunião com a secretaria de educação, onde vamos ter uma longa agenda para que a gente possa reiterar a necessidade do início dos trabalhos da comissão que vai renovar nosso plano de cargos e carreiras, reiterar a necessidade de começar a trabalhar a situação da ampliação de carga horária para professores que assim desejam, bem como ver a situação da ratificação dos extratos finais do Fundeb para que a gente tenha de uma vez por todas a resposta em relação a ter ou não o rateio”, conclui.

Assessoria de Comunicação do Sindsemp

Governadora de PE se junta aos governadores e reforça apoio ao estado democrático de direito

Raquel Lyra esteve no ato em defesa da democracia e do estado democrático de direito, promovido pelo Fórum Nacional dos Governadores nesta segunda, 8, em Brasília.

A governadora Raquel Lyra participa, nesta segunda-feira (9), de encontro em Brasília com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e os governadores dos demais estados brasileiros. Em pronunciamento divulgado em suas redes sociais, a chefe do Executivo estadual enfatizou que repudia qualquer ato antidemocrático e defendeu uma ação coordenada para a garantia da paz social no Brasil inteiro.

A governadora determinou o envio de 50 policiais militares do Estado para ajudar a reforçar a segurança na capital federal.

“Vivemos em uma democracia, em um Estado Democrático de Direito, onde as instituições devem ser preservadas. Portanto, tudo aquilo que aconteceu ontem merece ser investigado, e as pessoas que lideraram isso e estiveram lá precisam ser punidas. Vamos trabalhar para que ações criminosas não voltem a acontecer, nem em Brasília e nem em nenhum outro lugar do País”, destacou Raquel Lyra.

A Polícia Militar de Pernambuco está articulando, junto à Força Aérea Brasileira, o envio do efetivo em um avião da FAB, que partirá da Base Aérea da Aeronáutica, no Recife, até a manhã desta terça-feira (10). No Distrito Federal, esses profissionais atuarão em apoio à Intervenção determinada pelo Governo Federal para garantia da lei e da ordem. Os policiais são todos especializados, com parte deles já formados pelo curso da Força Nacional. Eles serão empregados no policiamento ostensivo e preventivo, integrando os esforços coordenados pela intervenção.

Confira o pronunciamento na íntegra:https://www.instagram.com/p/CnMvC2Wo7No/

(com assessoria de comunicação Governo de PE)

Acampamentos bolsonaristas são desmobilizados em pelo menos 6 estados

Após a barbárie a que a capital do país assistiu, na tarde de domingo (9/1), na qual vândalos depredaram prédios dos Três Poderes, em Brasília, acampamentos em quartéis – onde os criminosos estavam se concentrando – começaram a ser desativados em seis estados nesta segunda-feira (9/1).

As ações acontecem em razão da determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes que, ainda no domingo, além da dissolução dos acampamentos bolsonaristas. Ele também decretou que todos os participantes sejam presos em flagrante por diversos crimes.

A sentença ocorreu dentro do inquérito dos atos antidemocráticos, no qual Moraes é relator. Segundo ele, os bolsonaristas devem ser presos por “atos terroristas, inclusive preparatórios”; “associação criminosa”; “abolição violenta do Estado Democrático de Direito”; golpe de Estado; “ameaça”; “perseguição”; e “incitação ao crime”.

Dentre outras medidas, Moraes também decretou o afastamento do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) por 90 dias. O magistrado acredita que houve “omissão e conivência de diversas autoridades da área de segurança e inteligência ficaram demonstradas com a ausência do necessário policiamento”.

O Exército informou que 1,4 mil indivíduos foram retirados do local para passarem por uma “triagem”, e a PF calcula 1,2 mil foram presos até as 10h30 desta segunda-feira (9/1). Aproximadamente 3 mil bolsonaristas estavam acampados em frente ao QG.(metrópoles)

Vandalismo em Brasília: ministros anunciam providências

O ministro da Justiça, Flávio Dino, fala sobre as causas, consequências e soluções como a decretação pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de intervenção na Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, após a invasão dos terroristas bolsonaristas radicais que invadiram a Esplanada dos Ministérios e Praça dos Três Poderes neste domingo, 8 de janeiro de 2023, com vandalismo e destruição de parte das estruturas das sede dos poderes legislativo, executivo e judiciário, leia-se: Senado e Câmara dos Deputados, Palácio do Planalto e Supremo Tribunal Federal (STF)

“Esses terroristas não conseguirão destruir a democracia brasileira”, registrou Dino. 

“Já recebemos o repúdios dos presidentes dos poderes legislativos, governadores e autoridades. O governo federal vai atrás de quem financia o terrorismo em nosso país”, frisou Alexandre.

Lula esteve conversando com a presidente do STF, ministra Rosa Weber, no local do ataque terroristas e agendou uma reunião nesta segundas, 9, às 9h, com Weber. “Todas as decisões, conforme o presidente, serão tomadas em conjunto com os outros poderes atingidos pelos vândalos”.

A frente dos batalhões do Exército, será desobstruída pelos terroristas antidemocráticos, determinação feita pelo ministro da Defesa, José Múcio Monteiro

Confira o vídeo com o pronunciamento de Flávio Dino, ministro Alexandre Padilha (articulação política) e da secretária executiva do Ministério da Fazenda, Miriam Belchior. (Por Cinara Marques)

Salgueiro vence na estreia do Pernambucano 2023

O Salgueiro sofreu aperto durante boa parte da partida contra o estreante Maguary no Campeonato Pernambucano 2023, mas saiu com uma vitória em sua estreia na competição neste sábado, 7 de janeiro.

O Futebol Nordeste TV, canal de esportes do #portaltribunanordeste, (se inscrevam!), acompanhou a partida pela transmissão da TV FPF, canal oficial no youtube da Federação Pernambucana de Futebol.

Depois do gol, o ‘Carcará do Sertão’ se fechou para segurar o placar que terminou 1 x 0 para os sertanejos, gol de Luiz Eduardo, marcado aos 37 minutos do primeiro tempo.

O Salgueiro agora encara quarta, 11, o Petrolina, às 19h. A partida será no Estádio Paulo Coelho, na casa da ‘Fera Sertaneja’. (Por Cinara Marques/Portal Tribuna Nordeste)

IMAGENS: TV FPF

Bairros de Petrolina sofrem há dois dias sem água

Até o começo da tarde deste sábado, 7, as torneiras dos domicílios dessas comunidades permaneciam vazias.

Vários bairros das zonas leste e norte de Petrolina, no Sertão do São Francisco, estão há dois dias sem água. Entre os barros atingidos, destaque para a Areia Branca, José e Maria, Dom Avelar, Vila Eulália, Terras do Sul, entre outros.

Em nota enviada via assessoria de imprensa da Compesa, concessionária estatal dos serviços de abastecimento de água e esgoto de Pernambuco, o serviço seria retomado de forma gradativa, a partir das 17h desta sexta-feira, 6, no entanto houve um religamento, mas por pouco tempo, e o serviço voltou a ser interrompido ainda na noite da sexta.

Até o começo da tarde deste sábado, 7, as torneiras dos domicílios dessas comunidades permaneciam vazias. A interrupção do abastecimento foi provocada por um rompimento de uma tubulação localizada na Avenida Sete de Setembro, próximo ao bairro José e Maria, zona leste da cidade, conforme informou nota da Compesa.

Confira os nomes dos bairros afetados com a falta de água:
Mandacaru
Terras do Sul
Santa Luzia
São Jorge
Dom Avelar
São Joaquim
Dom Malan
Caminho do Sol
Maria Auxiliadora
Pedra Linda
Vale Dourado
Residencial Novo Tempo
Vila Esperança
Condomínio Mais Viver
Mais Viver Vinhedos
Vil Eulália
Areia Branca

Decreto de deputado visa revogar medidas da governadora Raquel Lyra relacionadas aos servidores públicos

Com Blog do Jamildo – Com exclusividade ao Blog, o deputado estadual, João Paulo (PT), informou que protocolou um decreto na Assembleia Legislativa de Pernambuco que visa suspender o efeito provocado pelo decreto de Raquel Lyra, Decreto nº 54.393.

O decreto exonerou servidoras e servidores de cargos comissionados e funções gratificadas, além de suspender as cessões e licenças de funcionários públicos.

No Diário Oficial de quarta-feira (4), Raquel fez uma “republicação” do decreto, procedimento usado quando há erros e incorreções na publicação original. 

Segundo João Paulo, não se trata de questionar o direito que a governadora tem de nomear ou exonerar servidores, mas sim pela maneira que foi realizada, que, de acordo com ele, “feita sem critério e sem análise”.

Mudanças podem e devem acontecer. Não estamos questionando o direito da governadora de nomear ou exonerar servidores para cargos em comissão. Mas da maneira que foi feita, sem critério e sem análise, viola o princípio da continuidade do serviço público. E as consequências recaem sobre a população, especialmente a que mais precisa”, justificou o parlamentar.

Na próxima segunda-feira (09), foi solicitada pelo petista uma Sessão Extraordinária para que a Alepe (Assembleia Legislativa de Pernambuco) discuta e vote o decreto. Para isso, é preciso 25 assinaturas que, de acordo com João Paulo, estão sendo coletadas:

“Estamos colhendo as assinaturas das deputadas e dos deputados. Ressaltando que o objetivo é minimizar os danos que possam ser causados e cobrar democracia e diálogo nas decisões que causam impactos à população”, finalizou João Paulo.

Raquel Lyra lança Plano de Qualidade no Gasto Público que visa economizar R$150 milhões no governo de PE

Anúncio foi feito nesta quinta-feira (5) pelos secretários da Fazenda e da Controladoria Geral do Estado, e visa a economicidade no custeio preservando a entrega e qualidade dos serviços à população.

A Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) e a Secretaria da Controladoria Geral do Estado de Pernambuco (SCGE) detalharam, na tarde desta quinta-feira (5), em entrevista coletiva na sede da Sefaz, o Plano de Qualidade do Gasto Público da nova gestão do Poder Executivo Estadual, que será regulamentado a partir de decreto da governadora Raquel Lyra. O objetivo do Plano, mais uma ação de início de governo, é garantir maior eficiência da máquina pública e economia de despesas de custeio, possibilitando assim o aumento do investimento com ações e serviços para a população. Todas as despesas envolvendo a manutenção de serviços essenciais serão preservadas. De acordo com o secretário da Fazenda, Wilson José de Lima, o objetivo é que as ações imediatas do Plano de Qualidade do Gasto Público economizem um montante de R$ 150 milhões nos próximos doze meses.

Entre as ações anunciadas, destacam-se a redução em 50% de despesas, em relação ao valor gasto em 2022, com diárias de viagem e aquisição de passagens aéreas, serviços gráficos e impressão e aquisições de material permanente. Também está prevista a suspensão de novas contratações de locação de mão de obra temporária, novos convênios, novos contratos de aluguel e de obras e reformas, exceto nas áreas de educação, saúde, segurança pública e sistema prisional. Ainda estão previstas a redução de pelo menos 10% na frota de veículos oficiais e na cota de combustível de todas as repartições estaduais, deixando de fora – no caso do combustível – as secretarias de Defesa Social, Educação e Esportes e, por fim, de Saúde.

Outra medida diz respeito à apresentação em trinta dias, por parte de todos os órgãos e entidades das administrações direta e indireta, de plano para a economia de 25% das despesas de custeio, incluindo água, energia elétrica, aluguel, telefonia e limpeza, e também de 25% dos contratos corporativos, incluindo locação de veículos. 

Segundo o secretário da Fazenda, Wilson José de Paula, as metas do Plano visam racionalizar as despesas do Estado sem, com isso, comprometer o funcionamento da máquina pública. “Nosso Plano trata da melhoria na qualidade dos gastos do Estado. Visa garantir a efetiva implantação das propostas presentes no Plano de Governo da nova gestão, priorizadas pela governadora”, disse ele. O Plano também determina que todos os órgãos e entidades da administração direta e indireta devem promover a avaliação de todos os contratos vigentes. 

A SCGE também anunciou que uma outra medida do Plano será apresentar à governadora Raquel Lyra, num prazo de trinta dias, um cronograma de auditorias abordando as obras inacabadas e todos os contratos e convênios celebrados a partir de 1º de junho de 2022. De acordo com a secretária da Controladoria Geral do Estado, Érika Lacet, a proposta apresentada busca ampliar a governança no gasto público. “Nossa missão é implantar uma cultura de governança e qualidade nos gastos públicos. A Controladoria-Geral vai ficar responsável pelo monitoramento e avaliação das medidas que estão sendo tomadas e as nossas unidades de Controle Interno nos órgãos da administração direta e indireta vão apoiar cada gestor com a avaliação dos gastos das suas áreas, declarou ela.

O Plano prevê ainda outras medidas de racionalização e eficiência da despesa pública em Pernambuco, como a suspensão, para fins de avaliação e controle interno, dos decretos de declaração de utilidade pública e de interesse social editados a partir de 1º de junho de 2022 dos termos de cessão e doação de bens imóveis integrantes do patrimônio do Estado de Pernambuco ainda não registradas em cartório. Também serão determinadas regras para pagamento e auditoria dos restos a pagar inscritos.

Fotos: Divulgação/SEI

CONFIRA AS MEDIDAS:


  • CUSTEIO
    :

Exemplos:

Redução imediata de pelo menos 50% em relação ao ano anterior:

Diárias de viagem e aquisição de passagens áreas

Serviços gráficos e impressão

Aquisição de material permanente

Suspensão imediata de:

  • Novas contratações de locação de mão de obra temporária;
  • Celebração de novos convênios que impliquem despesas;
  • Celebração de novos contratos de aluguel;
  • Renovação de contratos de aluguel com valor superior ao índice inflacionário previsto no contrato;
  • Novos contratos de obras e reformas de instalações, exceto nas áreas de educação, saúde, segurança e sistema prisional.

*As vedações e os limites poderão ser excepcionalizados pela Câmara de Programação Financeira (CPF) e/ou pela Câmara de Política de Pessoal (CPP) mediante solicitação com justificativa e planilha de custo a ser apresentada.

Num prazo de 30 dias, todos os órgãos e entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo Estadual devem apresentar proposta para cumprir os seguintes objetivos:

  • Redução de 25% das despesas de custeio, incluindo água, energia elétrica, aluguel, telefonia, limpeza, etc..
  • Redução de 25% do valor global dos contratos corporativos, incluindo locação de veículos.

*Em relação à preservação dos serviços essenciais à população, a Câmara de Programação Financeira (CPF) poderá excetuar algum órgão ou entidade da administração estadual na hipótese de apresentar justificativa para o pleito.

  • VEÍCULOS OFICIAIS
  • Redução de pelo menos 10% dos veículos oficiais da frota em até 60 dias;
  • Cotas mensais de combustíveis dos veículos oficiais da frota reduzidas imediatamente em pelo menos 10%.

*A critério da Câmara de Programação Financeira (CPF), poderá haver exceções quanto às despesas de combustível das Secretarias de Defesa Social, Saúde e Educação e Esportes

  • CONTRATOS

– Todos os órgãos e entidades da administração direta e indireta deverão promover a avaliação de todos os contratos vigentes.

  • Em 30 dias, a Secretaria da Controladoria Geral do Estado apresentará à governadora o cronograma de auditoria abordando as obras inacabadas e os contratos e convênios celebrados a partir de 1º de junho de 2022.

  • Com Secretaria de Imprensa

Os sigilos de Bolsonaro que Lula pode quebrar nos próximos dias; entenda

De acordo com lei promulgada no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), a manutenção de dados públicos em sigilo por parte do presidentes da República deve ser a exceção e justificada por meio de critérios técnicos.

Na opinião do novo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), tais requisitos não foram seguidos pela gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ao longo de seus quatro anos de governo.

Como Lula havia prometido na campanha do segundo turno acabar com os sigilos do ex-capitão na primeira semana de governo, caso eleito, o que se confirmou, cresce a expectativa que nos próximos dias ele cumpra a promessa.

Lula tem analisado os sigilos impostos pela gestão Bolsonaro, focando no registro de visitas ao Palácio do Planalto, o processo disciplinar contra o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e a compra de cloroquina pelo Exército. A informação é da jornalista Andreia Sadi, do g1.

As informações sobre o acesso a armas de fogo e os registros dos autorizados a obter os armamentos também estão na mira. A previsão é de que todos os órgãos federais revisem as decisões que negaram os dados requeridos por meio da Lei de Acesso à Informação.

Segundo a Carta Capital, são cinco os temas que estão sob o embargo dos decretos de Bolsonaro. O primeiro é o cartão de vacinação de Bolsonaro, para se saber se ele foi ou não vacinado contra a Covid-19.

Publicamente, o ex-presidente diz que não foi imunizado e pregou contra as vacinas contra o vírus, mas se negou a mostrar qualquer comprovação.

Provocado para mostrar o cartão de vacinação, ele decidiu, em janeiro do ano passado, pelo sigilo de 100 anos, alegando que o tema diz ‘respeito à intimidade, à vida privada, à honra e à imagem’.

O outro tema em questão é o julgamento Eduardo Pazuello. Em maio de 2021, ele participou de um protesto em caminhão de som ao lado de Bolsonaro no Rio de Janeiro.

A ação é proibida pelo código de conduta dos militares e gerou, na ocasião, um processo disciplinar, que, ao ser concluído, não viu problemas na atitude do general. Os motivadores da conclusão, no entanto, foram colocados sob sigilo.

Outro dos mais recentes segredos que Bolsonaro tenta guardar pelos próximos 100 anos é a agenda de visitação dos pastores Arilton Moura e Gilmar Santos, acusados de liderarem um esquema de propina com verbas da Educação, no Palácio do Planalto e seus entornos.

O ex-presidente também impediu que se saiba sobre uma investigação da Receita Federal que apura o envolvimento do seu filho senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), em um esquema de rachadinhas com o salário de assessores.

A alegação, como de costume, é de que os documentos contêm ‘informações pessoais’. O caso é um dos itens mais aguardados para revelação, já que podem fornecer detalhes que desmontam – mais uma vez – a tese de que a atual gestão está livre da mácula da corrupção.

Outro segredo do clã-Bolsonaro que poderá ser revelado por Lula são os registros dos compromissos religiosos de Michelle Bolsonaro nas dependências oficiais. A agenda da primeira-dama na Granja do Torto foi colocada em sigilo, alegando-se questão de segurança.

Na época, a solicitação foi feita por um cidadão que queria saber quem organizava e quais eram os convidados nos cultos de Michelle, mas teve sua resposta negada. Um recurso na Justiça reduziu o prazo final para a revelação para cinco anos. (COM FOLHAPE)

SESI/PE abre inscrições gratuitas para a educação de jovens e adultos

Serão oferecidas 1.500 vagas gratuitas para Ensino de Jovens e Adultos em 2023, 800 para iniciar o estudo no próximo mês de fevereiro, e as outras 700 para início no segundo semestre.

O Serviço Social da Indústria de Pernambuco (SESI-PE) está ofertando 1.500 vagas gratuitas para a Educação de Jovens e Adultos Profissionalizante (EJA). As turmas terão início nos próximos meses de fevereiro e de setembro. As vagas são para toda a rede de Educação SESI em Pernambuco e as inscrições podem ser realizadas até o dia 3 de fevereiro, em qualquer unidade, de forma presencial ou pelo e-mail matriculaeja@sistemafiepe.org.br. Além de concluir os estudos, o programa permite que o estudante faça um curso de qualificação profissional no SENAI-PE.

As vagas oferecidas são destinadas para os interessados em cursar a EJA Ensino Fundamental Anos Finais, voltada para estudantes a partir de 15 anos, ou a EJA Ensino Médio, para quem tem 18 anos ou mais e tem interesse em concluir os últimos anos da educação regular. As aulas acontecerão de duas formas: online (100% EAD) ou semipresencial (80% EAD e 20% presencial). A modalidade semipresencial, no entanto, será oferecida apenas nas unidades do Vasco da Gama e Caruaru, e o estudante precisa comparecer na escola uma vez por semana.

“Nosso maior objetivo com a EJA é desenvolver o processo de formação humana, social, respeitando a cultura, a experiência e conhecimentos adquiridos ao longo da vida dos nossos estudantes. É a partir da elevação dos estudos que os alunos têm mais chances de ingressar ou de voltar ao mercado de trabalho e, dessa forma, construir um futuro melhor para eles e para as suas famílias”, avalia a diretora de Educação do SESI-PE, Mirella Barreto.

Para realizar a inscrição, é necessário apresentar os seguintes documentos: uma foto 3×4; cópia do RG e CPF; cópia da certidão de nascimento ou casamento; cópia do comprovante de residência; e histórico escolar original. A via original do histórico escolar poderá ser entregue presencialmente, em qualquer unidade do SESI ou na Casa da Indústria, mesmo para as pessoas que optarem por realizar a inscrição por e-mail, ou pelos Correios. (com assessoria de comunicação)

AO VIVO